• Contato
  • (34) 3312-5559
  • Seg a Sex | 8h - 11h & 13h - 17h

Notcias


Leia as notcias e novidades do SSPMU
Governo apresenta contraproposta de 8,8% de reajuste para os servidores da Prefeitura
12-03-2019

foto divulgação/PMU

 

Na primeira rodada de negociações em torno da pauta de reivindicações dos servidores da Prefeitura, a Administração Municipal ofereceu 8,8% de reajuste salarial em 2019. Índice é composto dos 5,05% acordados em 2017 mais a inflação do ano passado, de 3,75%, medida pelo IPCA.

O mesmo percentual da inflação balizou o ajuste aplicado ao tíquete alimentação dos servidores que, segundo proposta da Administração, sairá de R$500,00 para R$520,00.

Governo e Diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (SSPMU) sentaram-se à mesa de reunião nesta terça-feira, 12. Sindicalistas pediam 16,3% de reajuste salarial, considerando os 5,5% mais a inflação acumulada de novembro de 2017 a outubro do ano passado.

“Vamos levar a proposta do Governo para os servidores, em assembleia geral que será convocada para a semana que vem”, adianta o presidente do SSPMU, Luís Carlos dos Santos. Na avaliação do dirigente sindical, considerando negociações de anos anteriores, é um avanço a manutenção do acordo.

Segundo o prefeito Paulo Piau, a Administração tem caixa para cumprir o que foi pactuado com o Sindicato, ao que o secretário de Finanças, Wellington Fontes acrescentou que a decisão contempla medidas fiscal e política corretas.

“Prefiro manter os pés no chão pra garantir o pagamento dos salários em dia”, justificou o prefeito, quando sindicalistas solicitaram que o reajuste nos salários chegasse a 10%. Conforme Piau, o Estado ainda não regularizou os repasses para o Município, mas em havendo essa regularidade, Prefeitura e Sindicato podem voltar a negociar um novo reajuste no tíquete alimentação.

Os demais itens da pauta também devem colocar o SSPMU e a PMU de volta à mesa de negociação, pois o documento contempla questões funcionais. O Governo, no entanto, já adiantou que irá pagar o retroativo referente ao tíquete alimentação dos servidores que recebem mais de R$ 7.000,00, retidos em função do decreto de emergência financeira.  

O vice-presidente do SSPMU, Carlos Humberto Costa, os diretores Edna Saito (Financeiro), Ednei Arsênio (Patrimonial), Juarez Almeida (Relações Sindicais), Luciene Silva (Social), e a secretária Daniela Arantes, também participaram da reunião. 

Renata Gomide

Assessoria de Imprensa – SSPMU